Dicas

Dicas de snacks saudáveis para o dia a dia

Se alimentar é preciso , mas muitas vezes o que falta é tempo para fazê-lo de forma mais cuidadosa! Para resolver o famigerado problema da nossa falta de tempo (será que falta mesmo assim tanto tempo?!), os supermercados estão cheios de oferta de comidas rápidas, mas o duro é achar comida saudável! Como nem todos podem ou se sentem disponíveis e dispostos para investir um tempinho a mais em busca de soluções mais saudáveis de alimentação rápida para o a dia a dia, acabam fazendo escolhas não muito boas… Às vezes até pensando que estão ahazando porque escolheram uma bolachinha sem glúten e sem lactose.
Para quem tem um tempinho, sugiro preparar os chips de abóbora ou outros chips e receitinhas sensa daqui do blog. Mas se você precisar apelar para um snack industrializado, a grande dica é: leia os rótulos. Se você ler alguma lista de ingredientes que tudo ali é comida , bingo! Siga em frente (com moderação)! O simples fato de não ter corante, conservante, realçador de sabor ou outros aditivos é maravilhoso!
A indústria, felizmente, está antenada e cada vez mais busca produzir alimentos assim. Mas ainda são pouquinhas opções de lanches inocentes e industrializados. Procurei algumas oferecidas atualmente no varejo:

  • Biscoito de arroz integral Camil (tem zip – deixo no carro – parece pipoca pra mim). Preço médio: R$5,00/150g;
  • Biscoito de tapioca e quinoa Fhomm (o pacote é maiorzinho e precisa de um pregador básico depois de aberto, ou passar para um pote que vede bem – é mais macio ainda que o de arroz – há quem ache um isoporzinho mas eu adoro). Preço médio: R$14,80/ 100g.
  • Atum Calipo (delicioso e vem numa latinha pequena, bom para fazer um sanduichinho ou saladinha);
  • Biscoito Sembei Miyako (aquele biscoito japa – pelo menos essa marca não tem aditivos). Preço médio: R$29,40/ 3x80g;
  • Cenourinha da Turma da Mônica (é aquela cenourinha processada pra ficar pequena, mas tem a sua vitamina e é prático pra carregar. É um pacotinho pequeno). Preço médio: R$3,50/ 100g;
  • Barrinha Love (só 3 ingredientes – coisa rara pra uma barrinha). Preço médio: R$3,10 cada;
  • Biscoito de polvilho Globo (a maioria dos polvilhos não usa uma gordura legal, normalmente é hidrogenada – essa marca usa gordura de coco). Preço médio R$4,00/ 30g;
  • Pipoca Mais Pura com milho não transgênico (essa tem uma graça de ter um tempero diferente, como lemon e pepper). Preço médio: R$11,20/ 50g;
  • Chocolate orgânico Chokolah (se encontrar mais amargo, melhor ainda. É um tabletinho legal pra carregar na bolsa). Preço médio: R$22,50/ 60g;
  • Granola Monama (porção pequenininha, também fácil de carregar). Preço médio: R$3,90/ 30g.

 

1. Biscoito de Polvilho Globo 2. Atum Calipo 3. Biscoito Integral Camil, 4. Cenourinha da Turma da Mônica 5. Biscoito de tapioca e quinoa Fhom

 

Leia também:

 

gattiAutor: Graciette Breuer é nutricionista em São Paulo, formada pelo Centro Universitário São Camilo, trabalha há 14 anos no varejo, desenvolvendo produtos, conversando com clientes, juntando gastronomia, saúde, novas tecnologias e tendências de mercado. Já foi juíza no Campeonato Brasileiro de Barista e ama cervejas especiais. É mãe e adora trocar ideias sobre a rotina power que vivemos.

Previous Post Next Post