Dicas

Dieta para diabéticos: tudo diet?

A comida é parte importante da nossa vida, e se há uma coisa na qual a diabetes vai mudar a sua vida e na alimentação. Por isso, muita gente, quando se descobre diabético fica desesperado pensando em tudo que não pode mais comer. E a primeira coisa que deduz é: vou ter que trocar açúcar por adoçante e comprar só comida diet. O intuito deste artigo não é dizer o que pode ou não pode entrar na dieta para diabéticos. Mas sim, tranquilizar!

Não sei bem o caminho que percorremos para chegar até a ideia de que o melhor remédio para os diabéticos é o adoçante e a comida diet. Quase como se fosse uma necessidade vital, a dieta para diabéticos “tem” que incluir adoçante e comida diet!

Assim como todo mundo, os diabéticos precisam controlar a carga glicêmica na alimentação diária, isso inclui evitar carboidratos simples e não consumir açúcar branco. Mas será que essa regra não deveria ser indicada para todos?!

Controlar a carga glicêmica significa, basicamente, não consumir carboidratos simples isoladamente, porque eles têm a capacidade de chegar muito rápido à corrente sanguínea, causando uma enxurrada de glicose. E isso não é bom para o organismo de ninguém, principalmente para o de quem tem diabetes.

Refeições preparadas com alimentos de verdade, bem combinados, sempre com a presença de fibras, proteínas e gorduras boas possuem cargas glicêmicas equilibradas e não sobrecarregam o sistema de ninguém. O que é fundamental saber, é que uma pessoa com diabetes deve ingerir pouco sal, poucas gorduras e, principalmente, pouco açúcar. Mas há uma enorme variedade de alimentos que estão liberados, principalmente comida de verdade! Os processados, em geral, são os que primeiro devem entrar para a lista negra!

Equilíbrio e moderação na dieta para diabéticos

A dieta para diabéticos não deve ser feita somente com os chamados produtos para diabéticos. Aliás, muitos destes produtos possuem um elevado teor de gordura saturada e calorias.

O mais importante quando alguém é diagnosticado com diabetes é receber, imediatamente, acompanhamento com um nutricionista. A dieta e o medicamento que servem para uma pessoa não serão os mesmos para todos, porque há uma série de outras variáveis clínicas que devem ser consideradas. E sim, é verdade, muita coisa precisará mudar na alimentação. Mas não tenha medo, se você for observar bem, tirando muita coisa que faz mal (inclusive para quem não tem diabetes), a sua alimentação vai acabar por ficar bem mais saudável. É tudo uma questão de reeducar os hábitos alimentares e o paladar, e tentar fazer desse processo algo positivo e não focar apenas no que vai ter que deixar de comer.

Pode ou não pode comer?

Uma dieta para diabéticos não é feita só de “pode comer e não pode comer”, inclui uma série de mudanças no estilo de vida, que na verdade valeriam também para todos nós! Como praticar uma atividade física com regularidade e se manter ativo, ficar de olho no peso (por uma questão de saúde e não de modismo), manter a pressão arterial, níveis de glicose e a gordura do sangue sempre sob controle… a diferença é que no caso dos diabéticos esse acompanhamento tem que ser feito com alguma rigidez e muita atenção. Quanto mais equilibrados estiverem os seus níveis, mais normal será a sua vida. O seu trabalho será se manter em equilíbrio.

Para muitas das coisas que você gosta de comer, o que vai valer é a moderação. A banana e outras frutas que são muito doces, no geral, podem ficar na sua dieta, desde que seja com moderação e que o profissional que lhe acompanhe oriente.

E é bom ter no radar quais são os alimentos que possuem um baixo índice glicêmico, pois estes alimentos vão retardar a absorção da glicose.

Não tenha medo! É completamente possível levar uma vida normal, saudável e saborosa com diabetes. Não deixe que a diabetes torne o seu paladar e a sua relação com a comida mais pobre, não restrinja a sua dieta aos produtos diet! Vá buscar na comida de verdade o que o seu corpo precisa para ficar bem.

Beijos,
Carol

Previous Post Next Post