Dicas

Mandioca engorda?

Mandioca, macaxeira ou aipim… Em cada lugar, ela é conhecida por um nome. Mas uma coisa é certa: ela é brasileira, com muito orgulho e com muito amor! É verdade que há algumas diferenças entre a mandioca e a macaxeira ou aipim. A mandioca, por exemplo, não deve ser consumida crua pois possui um alto índice de toxicidade.

Mas recebo com muita frequência dúvidas sobre a mandioca, a maioria delas se resume a: Mandioca engorda? Mandioca é muito calórica? Em primeiro lugar, vamos desapegar de uma vez por todas dessa história de contar as calorias dos alimentos! Comer é mais, minha gente!

Se você já está viciado nesta contar calorias, vamos fazer também o seguinte exercício: quando você encarar uma comida, antes de perguntar se ela vai te engordar, pergunte o que de bom ela tem para te oferecer! Que nutrientes maravilhosos vão entrar no seu corpo e na sua vida com ela!

Mas voltando à mandioca, os contadores de calorias de plantão diriam para você correr dela, porque sim, ela é calórica, mas também é riquíssima em fibras, em minerais como cálcio, ferro, potássio, manganês e fósforo, e é uma fonte de vitaminas do complexo B.

E sim, a mandioca é uma fonte de carboidrato, muito carboidrato. Mas é carboidrato completo, que é transformado em energia lentamente, por isso é um ótimo aliado para os treinos.

A mandioca, matéria-prima do polvilho, ingrediente da nossa maravilhosa tapioca,  é totalmente livre de glúten! Ela aumenta os níveis de serotonina, a nossa amiga que ajuda a trazer sensação de bem estar e de saciedade…

Resumindo: coma sim e aproveite todos os benefícios da mandioca, mas como equilíbrio é tudo na vida, coma com moderação, e não vale colocar no prato mandioca, batata, arroz… tudo junto! Vamos fazer um prato bonitinho, nada de encher de carboidratos, né?! Ou arroz (integral, s’il vous plaît), ou mandioca, ou batata…

E evite a mandioca frita, depois de cozida, você pode assar com um pouquinho de manteiga por cima, só para dourar, e salsinha.

Ah, e fica aqui uma musiquinha de trilha sonora para você não tirar a “macaxeira” da cabeça 😉

Beijos, Carol

Previous Post Next Post