Dicas, Receitas

Pão sem glúten e lácteos

astrid-pfeiffer.jpg

Comprei um novo livro de receitas e estou apaixonada. Se chama “A cozinha vegetariana de Astrid Pfeiffer”. O livro é cheio de receitinhas práticas e saudáveis. E fotos lindas de quase todas as preparações, o que deixa a gente mais inspirada…
Hoje finalmente consegui testar uma, o pãozinho de mandioquinha.
Claro que nunca consigo seguir uma receita a risca… Impressionante… Hahaha Mas no final dá certo…
Dessa vez eu não tinha todos os ingredientes em casa, e olha que a receita leva poucos ingredientes. Não achei o polvilho doce, então fiz só com o azedo mesmo…
A Receita original é essa abaixo e as observações em itálico são por minha conta…

Ingredientes:

5 mandioquinhas (batatas-baroa) = 364g

3 e 1/2 xícaras de água fervente (700 ml)

1 e 1/4 xícara de polvilho doce (132 g)

1/2 xícara de chá de polvilho azedo (70 g)

1 colher de chá rasa de sal marinho (6 g)

3 colheres de sopa de azeite de oliva

Modo de preparo:

1. Descasque e pique as mandioquinhas. Coloque-as em uma panela média (atenção, pois quanto maior a panela, mais rápido a água secará), junte a água fervente e cozinhe por 15 minutos com a tampa semiaberta.

2. Deixe a mandioquinha esfriar um pouco e coloque-a em uma vasilha. Amasse-a com as mãos (amassei com um garfo mesmo, nojinho, hahaha) e acrescente o restante dos ingredientes (a mandioquinha deve estar morna). Misture bem e vá adicionando a água do cozimento aos poucos (eu não fiz isso porque achei que já estava muito mole), trabalhando a massa até que não grude mais nos dedos (observei que  fria ficou mais fácil de trabalhar).

3. Modele bolinhas de tamanho médio e coloque-as em uma assadeira untada com óleo (a fornada que não untei ficou melhor que a untada). Leve ao forno alto (230*C), preaquecido, e asse por cerca de 40 minutos (o meu ficou pronto antes, mas meu forno é meio maluco, então tenha atenção para não queimar).

4. Sirva quente. Rendimento: 10 porções.

Na minha usei a quantidade total de polvilho, aproximadamente 300gramas, do azedo. E para dar liga na massa coloquei um pouquinho mais, mas acho que foi porque deixei a mandioquinha cozinhar demais. Outro erro que cometi e na próxima não farei, foi untar a forma, desnecessário. Na segunda fornada que não untei, os pãezinhos ficaram mais fofos. Ah e deixem espaço entre um e outro porque eles crescem. Observe que os meus viraram praticamente siameses… Rsrsrs
Mas amei essa receita e já fiquei pensando em testar outros ingredientes, será que rola de colocar um gergelim? Trocar a mandioquinha por abóbora? Hummmm…

 

20120506-175059.jpg

pão-de-mandioca.jpg

Previous Post Next Post