Dicas, Receitas

Tipos de arroz e como preparar

O arroz é um ingrediente que está diariamente no prato dos brasileiros, geralmente acompanhado do seu fiel escudeiro, o feijão. Mas infelizmente, acabamos por nos restringir ao arroz agulhinha branco, o tipo de arroz mais popular no Brasil. E quando variamos, no geral, escolhemos o arroz integral ou fazemos um risotto.

É uma pena, porque há uma diversidade grande de tipos de arroz que podem tornar as nossas refeições muito mais interessantes, nutritivas e saborosas. O arroz não precisa ser encarado quase como uma “ração” para acompanhar aquilo que realmente importa. O arroz pode sim entrar no prato como protagonista. E para você deixar o arroz brilhar na cozinha, é bom conhecer diferentes tipos de arroz e como prepará-los. Vamos nessa?

Um pouco sobre o arroz…

O arroz, em suas variedades, é um ingrediente presente na cultura gastronômica de mais da metade do mundo, do oriente ao ocidente. Com uma presença muito marcante na mesa dos asiáticos, diferentes variedades de arroz já são cultivadas no Japão há mais de 7 mil anos, mas estudos indicam que o arroz foi cultivado pela primeira vez no território chinês. Aliás, a China é o país onde mais se produz e se consome arroz no mundo. Já o Brasil aparece em 9º lugar no ranking dos países que mais consomem arroz. E a gente sabe bem disso, porque prato sem arroz é como passar em branco a hora do almoço ou jantar.

O arroz é rico em carboidrato, mas não só. Dependendo da sua variedade e de como foi processado pode ser também rico em proteínas, vitaminas e minerais essenciais ao bom funcionamento do organismo, além de ser rico em fibras. O problema é que o tipo de arroz que mais consumimos, o arroz branco, é o mais pobre de todos, porque está no seu estado mais processado. Depois de ser polido, praticamente só sobra amido. Por isso, indico sempre o arroz integral.

Muito bem, mas para começar a variar o nosso cardápio com diferentes tipos de arroz, vamos ver quais são os mais conhecidos e fáceis de achar no Brasil e conferir algumas dicas de preparo. Não inclui na lista o arroz branco, porque já estamos todos amarelos de conhecer, né?!

Tipos de arroz mais comuns

Arroz integral

arroz-integral

O arroz integral já é nosso bom e velho conhecido. Como a gente já falou por aqui, o arroz integral não é propriamente uma variedade de arroz e sim uma forma de utilização dos grãos. O arroz integral não é polido. Como tem mais fibras, tem mais textura ao mastigar, diferente do arroz branco que vira uma massa na boca.

Dicas para preparar integral:

– Colocar de molho por pelo menos 3h
– Não refogar
– Usar duas medidas de água para uma de arroz
– Cozinhar por 20 minutos em fogo médio com a panela tampada. Se achar preciso, adicione um pouco mais de água e cozinhe um pouco mais. O ponto é al dente.

Arroz basmati

arroz-basmati

O arroz basmati é proveniente da Índia, tem um grão longo, delicado e perfumado, e tanto pode ser branco como um pouco castanho. Também pode ser encontrado na sua versão integral. O arroz basmati é muito usado para fazer o kheer, um tipo de arroz-doce à moda indiana. É bem fácil de confundir com o arroz de jasmim porque os dois são parecido e bastante aromáticos. O arroz basmati harmoniza muito bem em preparos com curry, legumes, e strognoff.

Dicas para preparar arroz basmati:

– Não é preciso refogar e nem usar óleo, mas se quiser pode usar um fiozinho de azeite
– Use duas medidas de água para uma de arroz
– Coloque o arroz junto com a água e leve ao fogo
– Deixe o fogo mais alto e quando a água começar a ferver abaixe o fogo e tampe
– Deixe cozinhar por 10 minutos em fogo baixo e depois de apagar do forno deixe descansar no vapor com a panela tampada por pelo menos mais 5 minutos antes de servir
– Tempere a gosto. Experimente colocar um pau de canela ou uma moeda de gengibre no arroz e se surpreenda com o sabor.

Arroz selvagem

Top view of Wild Rice In Wooden Spoon ** Note: Shallow depth of field

O arroz selvagem possui um grão longo que pode ser bem negro ou mais castanho, tem um sabor levemente adocicado e textura marcante. É típico do norte dos Estados Unidos, mas também está muito presente em algumas regiões da China e na Nova Zelândia. O arroz selvagem é muito rico em fibras, e combina muito bem com sabores mais fortes. Na frança, por exemplo, usa-se muito para acompanhar pato e outras carnes de caça, mas harmoniza muito bem com vegetais também.

Dicas para preparar arroz selvagem

– Lave e não refogue
– Use uma medida de arroz para três de água
– Coloque o arroz na água já fervendo
– Adicione um fio de azeite e tempere a gosto
– Deixe cozinhar por 30 minutos em fogo médio com a panela tampada. Adicione água e deixe cozinhar por mais tempo se o grão ainda estiver duro
– Fica muito interessante se misturar o arroz selvagem negro com o castanho, ou com outro tipo de arroz

Arroz preto

arroz-preto

O arroz preto é de origem chinesa e, ao contrário do que muitos pensam, ele já nasce dessa cor, não é tingido (como o macarrão linguine preto que é tingido com tinta de lula). O arroz preto se tornou bastante popular na Itália, e no Brasil já pode ser encontrado com alguma facilidade. O arroz preto tem um sabor amadeirado, um aroma de castanhas e textura fibrosa. Harmoniza muito bem com peixes, frutos do mar e vegetais, e não combina bem carne bovina, suína ou aves. Apesar de ser parecido, o arroz preto é diferente do arroz selvagem negro. O arroz preto tem o grão mais curto e mais arredondado.

Dicas para preparar arroz preto

– Não refogar
– Usar uma medida de arroz para três de água
– Adicionar um fio de azeite e tempero a gosto
– Tempo de cozimento é de cerca de 20 minutos, em fogo médio e panela tampada. Pode ser preciso um pouco mais de tempo. O ponto ideal é al dente

Arroz arbóreo

arroz-árboreo-cópia

O arroz arbóreo é o tipo de arroz mais utilizado no preparo de risottos e é uma variedade italiana de arroz. Os grãos do arroz arbóreo são curtos e gordinhos, e possuem uma textura cremosa e firme.

Dicas para preparar arroz arbóreo

– Lave e refogue o arroz arbóreo
– O arroz arbóreo libera bastante amido durante o cozimento, e o sue ponto ideal é al dente
– Para cada medida de arroz usar uma de água
– Como o arroz arbóreo é muito usado em risottos, a dica é usar o método do risotto. Ou seja, ir acrescentando uma medida do caldo por vez para cozinhar o arroz
– O tempo de cozimento é cerca de 30 minutos

Gostou? E ainda tem muito mais, mas fica para outro post 😉

Veja também:

Previous Post Next Post

o comentários

Deixe um comentário