Dicas

Toda bebida com gás faz mal?

Que refrigerantes não acrescentam nada para uma alimentação saudável é ponto pacífico, certo?! Bem, minha filha tem 9 anos e cresceu ouvindo isso! Ela não toma por horror ao que ouviu da mãe e da escola, quase um terrorismo! *tadinha*
Claro que não vou absolver as marcas tão conhecidas e muito menos dizer que a Coca-Cola verde com Stevia é a solução dos nossos problemas. Mas o fato é que muita gente começou a generalizar que toda bebida com gás faz mal. Há uma confusão até mesmo entre refrigerantes e água com gás! Tem gente perguntando se água com gás engorda ou causa osteoporose.

Não gente, não. Para conseguirmos formar uma opinião é importante sabermos que a água gaseificada artificialmente contém gás carbônico e isso não é terrível como parece. Especialistas dizem que ele se une a água de maneira natural. E ele também não é absorvido no organismo. Existem as que são carbonatadas naturalmente, historicamente muito procuradas por suas propriedades medicinais, por conterem mais minerais e serem alcalinas. Elas são de lugares com solos vulcânicos normalmente. Existe uma teoria que o corpo precisa estar alcalinizado para evitar crescimento bacteriano.

De qualquer maneira, todas as águas gasosas, naturais ou artificiais, contém os benefícios dos minerais, por transitarem profundamente pelos subsolos, incorporando-os nesse percurso. Além de cumprir perfeitamente com a hidratação que tanto precisamos, tanto quanto as águas sem gás. O lance é que a água com gás dá uma efervescência refrescante e interessante, e ela pode ficar ainda mais gostosa se adicionarmos suco de frutas. Já experimentou colocar uma dose de suco de limão? Não precisa nem adoçar!

Minha relação com água com gás começou quando mergulhei no mundo do café e me ensinaram que ela é muito importante para limpar as papilas gustativas. De fato, é uma valiosa utilização para ela também.
Há quem sinta-se inchado, ou sinta um desconforto gastrointestinal consumindo-a em excesso (tudo em excesso faz mal, vale lembrar), mas há uma grande vantagem para aqueles que querem emagrecer: como o gás acabada dilatando um pouco o estômago, traz uma sensação de saciedade.

Refrigerante orgânico

A outra boa notícia, é que a indústria tem novidades bem legais nesse segmento, como uma opção de refrigerante sem corantes, açúcar de cana ou adoçante. Trata-se de uma água com gás e suco natural. Já provei e é bem gostosa. Além da embalagem ser uma graça, o propósito é bem legal! Dá pra conhecer mais a história no site da marca Gloops. O preço médio é R$ 5,10/269ml.

Untitled design
Tem também uma linha de refrigerantes orgânicos! São bem legais!! É livre de transgênicos, zero sódio na porção e com menos aditivos. Porém a quantidade de açúcar é alta também! É melhor tomar de vez em quando e pode ser uma ponte para uma alimentação mais saudável para aqueles que são viciados nos refrigerantes comuns. O preço médio é R$ 4,40/350ml.

20160712_124700

Leia também:

gattiAutora: Graciette Breuer é nutricionista em São Paulo, formada pelo Centro Universitário São Camilo, trabalha há 14 anos no varejo, desenvolvendo produtos, conversando com clientes, juntando gastronomia, saúde, novas tecnologias e tendências de mercado. Já foi juíza no Campeonato Brasileiro de Barista e ama cervejas especiais. É mãe e adora trocar ideias sobre a rotina power que vivemos.

 

Previous Post Next Post